quarta-feira, 3 de novembro de 2010

O modo petista de celebrar uma vítória

Vejam a beleza de comentário postado no blog em 1 de novembro:

"Dilma 13! Ja era Mané! Ainda tá barato perto do que perdemos com a venda da Vale a preço de Banana! Então chupa essa manga"!

Esse comentário foi feito ao post Lei 12.292/10 - Você sabe para quem andou dando dinheiro ultimamente?, publicado em 16 de setembro. Nele eu me referi à lei que autorizou o Poder Executivo a doar à Autoridade Palestina 25 milhões de reais "para a reconstrução de Gaza".

Pois, não é que, um dia após as eleições, surge esse belo comentário? De fato, o "Dilma 13! Já era Mané" parece aquilo que um cruzeirense me diria depois do Galo perder um jogo ou o que eu diria a um cruzeirense se eles perdessem. Petista é assim mesmo... não entende muito bem a diferença entre eleições e futebol. Afinal, não é o lider supremo deles que só consegue se fazer compreender com metáforas futebolísticas?

Agora o que eu acho mais estupendo é o resto do comentário: "Ainda tá barato perto do que perdemos com a venda da Vale a preço de banana". O que isso significa? Que, já que "perdemos dinheiro com a venda da Vale" (o que é uma mentira deslavada), podemos dar dinheiro de graça pros outros, mesmo diante do risco de que acabe na mão de terroristas? Em nenhum lugar, exceto no PT, um raciocínio desse pode ser considerado lógico. E lembrem-se de que um deputado do próprio PT apresentou na Câmara um parecer contrário a uma proposta de plebiscito para reestatização da Vale, no qual ele demonstra que o Estado obtem muito mais lucro com a empresa privatizada do que obtinha quando era estatal. Para refrescar a memória, clique aqui.

E o mais impressionante é que o torcedor do PT que me honra com sua anônima visita manifesta sua alegria com a vitória de sua candidata referindo-se, ainda, ao governo anterior!!! Não manifesta sua felicidade dizendo que a melhor candidata ganhou, que o Brasil estará melhor com a eleição de Dilma do que estaria com a eleição de Serra, nada disso. Para esse anônimo comentarista (e a quase totalidade dos petistas), a vitória da Dilma significou mais uma vitória do Lula Esporte Clube contra o Clube Atlético Fernando Henrique (se o leitor não for atleticano, mude o nome dos times conforme sua preferência futebolística e política)! A Dilma, para os petistas, não é candidata eleita; é o centroavante cabeça de bagre que recebeu a bola livre na grande área, chutou de canela, a bola quase saiu, mas conseguiu consertar o lance e por a bola pra dentro.

E, com relação à conclusão do comentário "Então, chupa essa manga!", o que dizer? Sim, meu anônimo colaborador. Todos nós chuparemos. Se alguém aí que votou na Dilma acha que seu governo será bom porque o do Lula (supostamente) foi, pode tirar o cavalinho da chuva.

Alguns motivos: Para começo de conversa, ela não tem um décimo do talento político de seu mentor, de sua capacidade de liderança e de conciliação. Em suma, dia 2 de janeiro (no máximo), o pau vai começar a quebrar dentro do próprio PT e entre esse o PMDB e demais partido da base aliada.

Outra coisa. O governo Lula apresentou bons resultados sobretudo por dois motivos: primeiro, não mexeu nas políticas principais (econômicas e sociais) de seu antecessor; no máximo, ampliou-as, mas não criou nada; o segundo, de 2002 a 2007 (ou seja, durante a maior parte de seus dois mandatos), Lula aproveitou-se da onda de expansão econômica mundial, da alta do preço das commodities brasileiras no comércio exterior e, quando veio a crise, o Brasil saiu-se relativamente bem, pois atingiu com menos virulência os países emergentes e, sobretudo, em virtude da realização do PROER no governo FHC (programa no qual Lula e o PT desceram o pau).

Essa onda já passou. Nesses quase oito anos o investimento em infraestrutura foi pífio, quando não inexistente. Há um gargalo no país difícil de superar e eu duvido que Dilma tenha competência para resolvê-lo sem desequilíbrio fiscal ou sem dar espaço para pressão inflacionária. Ainda mais com um Estado inchado, ineficiente e extremamente dispendioso que Lula lhe deixou de presente.

Diz o comentarista petralha: Já era, mané! Sim, meu amigo, já era. A manga, como eu disse, todos chuparemos. Mas quem é o mané? Eu não! Eu não votei nela!

2 comentários:

  1. Bem, vc tinha a opção de não permitir o post do sujeito em questão.Por que não o fez? Colocou só pra poder malhar o PT no seu blog? Se sustentando em UM post? Eu, que ando por vários blogs, vi coisas medonhas que os pessedebistas e pverdistas escreveram tb. Impossível vc não ter lido nenhum...enfim...Vc tem o direito, bem como eu tenho, de seguir e preferir um partido, um candidato, etc... Uns ficam com a polpa da manga, outros com o caroço...

    ResponderExcluir
  2. Queridíssima Paula, eu publiquei o post anônimo porque, salvo quando há ofensas pessoais, publico tudo. Seja contra ou a favor do que eu escrevo (assim como publico o seu). E, naturalmente, aproveitei o ensejo para malhar o PT. Só que esse um post é, na verdade, um exemplo dentre vários que nós todos vimos por aí. Se algum peesedebista ou o que fosse tivesse postado um comentário medonho, no mesmo baixo nível que esse petista anônimo postou, teria sido publicado e malhado do mesmo jeito.

    Veremos agora se essa manga tá boa ou vai causar uma indigestão.

    A propósito, você sabia que foi a primeira petista ou simpatizante do PT que postou um comentário não anônimo no meu blog?

    ResponderExcluir