domingo, 29 de agosto de 2010

Existem imbecis em todo lugar; a diferença é como uns e outros são tratados

O Salo me mandou o seguinte link com uma notícia que, embora preocupante e repugnante, não chega a ser surpreendente:

"Chief Palestinian negotiator demands immediate condemnation from Israeli government to remarks made by Shas' spiritual leader, who wished death upon PA president and his people. PM Netanyahu: Rabbi's remarks don't reflect my approach

Palestinian officials on Sunday responded angrily to remarks made by Shas' spiritual leader, Rabbi Ovadia Yosef, who on Saturday night wished death on Palestinian President Mahmoud Abbas and his people and called them "evil enemies of Israel."

Saeb Erekat, the chief Palestinian negotiator, said Yosef's latest comments were tantamount to calling for "genocide against Palestinians" and demanded a firm response from the Israeli government".

Desconheço a lei israelense a esse respeito. Mas o certo seria, sem dúvida alguma, colocar esse rabino na cadeia.

Não é novidade para ninguém que os imbecis fundamentalistas não estão apenas do lado palestino. Do lado israelense tem de sobra. Sobre as imbecilidades criminosas que esse animal falou, nem vale a pena comentar.

Mas não posso deixar de pensar o seguinte: quando um imbecil como esse rabino fala um absurdo desses, há uma grande (e merecida) reação. A exigência por parte dos palestinos de uma reação firme do governo israelense é absolutamente justa. E, diga-se de passagem, se essa exigência for atendida pelo governo de Israel, os maiores beneficiários serão os israelenses.

Agora, todo dia (isso raramente é noticiado), clérigos muçulmanos fazem conclamações iguais, pugnando pela morte de todos os judeus. E os lideres políticos muçulmanos raramente (ou nunca) são chamados a prestar contas ou se lhes exige providências contra os religiosos que usam a religão como desculpa para disseminar o ódio.

Quanto à declaração desse rabino em si, o povo israelense deve se preocupar muito mais com ela do que os palestinos (embora, como eu disse, eles tenham toda a razão de estar furiosos). A legitimidade de Israel é constantemente quesitonada. Quanto mais poder político esses rabinos tiverem, mais fácil será deslegitimação do Estado.

2 comentários:

  1. Ahhh nem...
    Já li essa análise umas 500 vezes. Fala algo novo caraio!
    ehehehe
    Vc viu que irado?

    http://www1.folha.uol.com.br/bbc/790886-boicote-de-atores-a-teatro-em-assentamento-na-cisjordania-provoca-polemica-em-israel.shtml

    ResponderExcluir
  2. http://www.haaretz.com/print-edition/news/4-israelis-killed-in-shooting-attack-shattering-years-of-relative-west-bank-calm-1.311351

    ResponderExcluir